O desfile da Têca, da estilista Helô Rocha, me surpreendeu. Ontem (9/06) a Fashion Rio se deslumbrou com cores, bordados, estampas floridas e xadrez combinadas de forma romântica e delicada, sem cair no piegas ou no convencional. Uma Mulher Vestida de Sol, de Ariano Suassuna, foi o mote para as confecções.

As pernas à mostra, a alfaiataria chique e as cinturas bem delineadas marcaram presença no desfile. O clima hiponga não estava nem disfarçado: as modelos usavam trancinhas e tinham o visual clean, feito por Fernando Torquato. A Têca reviveu até as bolsinhas de couro, e conseguiu colocar numa modelo uma “pochete” sem parecer brega, quebrando vários tabus de uma só vez.

A marca apostou também no patchwork, e devo dizer, de forma corajosa, porque do patchwork pro brega é um pulo. Eu senti um toque meio nordestino, meio caipira-brasileiro combinado com hippie-chique em todas as peças. E, olha, a mistura deu certo.

A minha eleita foi essa combinação aqui. Olha só que luxo o coletinho florido com o short xadrez e o lenço verde. A camisa branca vem dar uma quebrada – mas nem ela é tão basicona assim: repare nos bordados na barra. 

 

Anúncios